Carregando...
JusBrasil - Política
18 de abril de 2014

Combate ao maruim

Publicado por Prefeitura de Barra Velha (extraído pelo JusBrasil) - 4 anos atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

A Associação dos Municípios do Vale do Itapocu realizou reunião com os Prefeitos dos sete municípios na tarde do dia 20, na sede da AMVALI. Na pauta foram abordados alguns assuntos como o Consórcio de Saneamento Básico, as metas do TAC do Saneamento e o andamento do convênio de pesquisa do Maruim.

Na oportunidade os municípios repassaram mais uma parcela de recursos para continuação das pesquisas de combate ao maruim, realizada pelo Instituto Grade de Ciências Básicas (IGCB), AMVALI e Fundação 25 de Julho. Já foram repassados pelas Prefeituras mais de R$ 33 mil somente em 2009, para serem investidos na instalação de equipamentos, compra de insumos, material de suporte e apoio às despesas específicas da pesquisa.

O biólogo Luiz Américo de Souza, da Fundação 25 de Julho, disse que “mais armadilhas e criatórios foram montados e esperamos avançar a pesquisa, pois o maruim está no mundo inteiro e a solução que buscamos servirá para todos. Todo o nosso trabalho segue as normas científicas de pesquisa e estamos pesquisando um repelente que será testado no verão para analisar a sua eficácia”. Luiz Américo ainda salientou que estão sendo realizadas pesquisas no município de Pomerode que apresentou um caso da doença da “língua azul” transmitida pelo maruim.

No estado do Amapá, o maruim também está sendo agente de contaminação da febre de oropouch que pode levar a óbito, cujos sintomas são parecidos com a dengue. “O que queremos é prevenir que estas doenças não venham afetar a nossa região”, destacou. O Diretor Executivo do Instituto Grade, Carlos Roberto Fernandes, aproveitou para agradecer a AMVALI e aos prefeitos pelos recursos repassados e que espera que muito em breve a pesquisa oportunize benefícios concretos para a população.

Saiba mais sobre o inseto

O maruim ou mosquito-pólvora é um inseto díptero membro da família Ceratopogonidae. São mosquitos de pequenas dimensões e suas larvas vivem na água doce ou salgada, conforme a espécie. É um animal hematófago que penetra pelo meio dos cabelos e por dentro das roupas causando urticária com suas doloridas picadas.

O mosquito-pólvora é encontrado no interior, em matas úmidas e brejos. Possui este nome devido ao tamanho pequeno e cor que lembra um grão de pólvora. As espécies do litoral são conhecidas por maruim ou mosquitinhos do mangue.

O maruim como os outros mosquitos se reproduz em lugares alagados, como banhados, onde existe matéria orgânica em decomposição. É o maruim o responsável pela transmissão da virose oropoche, que deixa o paciente de cama por até 12 dias, com dores no corpo, febre, e fotofobia. Mosquitos desta família são também responsáveis pela doença denominada "Língua Azul" (LA), que acomete ovinos e bovinos.

Pesquisas recentes no sul do Brasil (principalmente na região de Corupá, em Santa Catarina), determinaram que um dos nichos para sua reprodução são os cepos das touceiras de bananeira e as fezes de animais.

Na Foto o 2º Vice-Presidente da AMVALI, Luiz Carlos Tamanini acompanhado dos Prefeitos Samir Mattar, de Barra Velha; Felipe Voigt, de Schroeder; e Mário Fernando Reinke, de Massaranduba, entregando mais uma parcela do Convênio de Pesquisa do Maruim a Carlos Roberto Fernandes, do Instituto Grade.

Com informações da Amvali

Fonte:

Prefeito Samir Mattar (PMDB)

Fone (47) 3446-7713

0 Comentários

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula.

ou

Disponível em: http://pref-b-velha.jusbrasil.com.br/politica/3402147/combate-ao-maruim